Vamos avaliar qual a diferença entre usar o fotômetro Sekonic L-308X no modo de medição por luz incidente ou por luz refletida.

A fotometria por luz incidente

Vamos iniciar a nossa avaliação relembrando o conceito de fotometria por luz incidente.

Este é o método onde mais usamos o fotômetro Sekonic L-308X. Basta posicionar a esfera de medição no ponto a ser fotografado para realizar uma medição por luz incidente. O valor indicado não é influenciado pelas características do ambiente, não sendo necessário fazer nenhum tipo de compensação de exposição.

Abaixo você pode ver uma imagem de referência feita com a medição por luz incidente:

Fotometria por luz incidente – Diafragma f/3.2

Fotometria por luz refletida – Fotômetro Sekonic L-308X

Para iniciar a medição por luz refletida usando o fotômetro Sekonic L-308X você deve deslocar a esfera de medição para o lado até expor totalmente a lente de medição, como mostra a sequência abaixo:

Para fazer a medição você deve posicionar o fotômetro na frente da sua objetiva, com a lente apontando para o assunto, dessa forma:

Fotômetro no modo de medição por luz refletida

Conclusão

Após fazer uma medição por luz refletida, notamos que não houve alteração quando fotografamos com o objeto contra um fundo preto.

Porém, ao trocar para o fundo branco o fotômetro indicou o diafragma um ponto mais fechado. Isso se deve ao fato de ter sido influenciado pelo aumento do brilho, como se vê na imagem abaixo:

Fotometria por luz incidente – Diafragma f/4.5

Para corrigir a exposição da imagem foi necessário fazer a compensação em +1 ponto, ou seja, voltamos à condição anterior, onde foi feita a medição por luz incidente. Veja o resultado:

Foto feita com a compensação da exposição – Diafragma f/3.2

Dessa forma podemos concluir que o fotômetro Sekonic L-308X no modo de medição de luz refletida é influenciado pelo brilho da cena, sendo necessário fazer compensação da exposição nesse modo de medição.

Compartilhe

Leave a Reply

Your email address will not be published.